Revista Sinais Sociais - Sesc

Revista Sinais Sociais

Frente à persistência dos desafios de superação das desigualdades estruturais das relações de gênero, raça e etnia, esta edição traz artigos que contribuem para a reflexão acerca da indivisibilidade de direitos como princípio basilar das políticas públicas.

Com base em um trabalho investigativo e comparativo entre as políticas e modelos de abrigamento de mulheres em situação de violência nas cidades de Salvador e Madri, na Espanha, Cândida Ribeiro Santos não só constata uma maior estruturação dessa modalidade de serviços para atender às necessidades das mulheres na capital espanhola, em comparação com a capital baiana, como dimensiona a importância desses equipamentos no contexto de enfrentamento da violência contra a mulher e de sua proteção. Na análise que empreende, a autora problematiza os entraves observados na definição de políticas públicas relacionadas à complexidade das demandas das diversas mulheres que se encontram em situação de grave vulnerabilidade social.

Buscando preencher uma lacuna de abordagem na literatura brasileira, Cláudia Lima Ayer de Noronha e Elaine Meire Vilela revelam a existência
de uma economia étnica e evidenciam sua distribuição nas várias regiões do Brasil, tomando por referência os dados consolidados na Relação Anual de Informação Social (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego.

Outra pesquisa importante para o atual cenário econômico é apresentada por Marcelo Sampaio Carneiro em seu artigo, que tem como propósito discutir o processo de inserção da agricultura familiar na cadeia da produção de leite bovino na região de Imperatriz no Maranhão, a partir do entendimento e da disputa entre diferentes concepções no estabelecimento de novos padrões de qualidade para a produção e comercialização do leite.

Sempre de volta aos clássicos, que nos remetem ao melhor entendimento da sociedade brasileira, e na perspectiva de uma releitura de Os Sertões, as ideias de Euclides da Cunha são levadas “ao limite”, nas palavras de Carolina Correia dos Santos, com base nas teorias literárias, sociológicas e históricas que envolvem os temas do sertanejo e da formação do Estado-nação, citados em obra histórica.

Com o intuito de repensar a esfera pública moderna, Luiz Augusto Campos retoma a reflexão sobre o papel contraditório desempenhado pela imprensa, como instituição de base das democracias de massa, ou como espaço de restrição e manipulação do debate público, apoiando-se, para tal, na obra de Habermas e, antes, à luz do controverso debate entre Walter Lippmann e John Dewey, no início do século XX.

A partir de temas tão instigantes, este número nos revela a função precípua da revista Sinais Sociais de divulgar estudos, ensaios e pesquisas investigativas que nos façam entender melhor o país e contribuir permanentemente para o desenvolvimento de um Brasil mais humanizado e pleno de direitos.

Boa leitura!

Sumário:

ABRIGAMENTO DE MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA DE GÊNERO: UM ESTUDO COMPARATIVO SALVADOR-MADRI
Cândida Ribeiro Santos

OS SERTÕES, AINDA E ALÉM
Carolina Correia dos Santos

UMA ANÁLISE SOBRE A ECONOMIA ÉTNICA NO BRASIL
Cláudia Lima Ayer de Noronha e Elaine Meire Vilela

IMPRENSA E ESFERA PÚBLICA: RETOMANDO O DEBATE LIPPMANN E DEWEY
Luiz Augusto Campos

CONVENÇÕES DE QUALIDADE E A INSERÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR NA CADEIA PRODUTIVA DO LEITE NA REGIÃO DE IMPERATRIZ/MA
Marcelo Sampaio Carneiro

Número de Páginas:

160 páginas

Arquivos para download

Revista Sinais Sociais N29

Leia Também

Prorrogadas as inscrições para credenciamento de grupos juninos para Circuito Sesc Junino 2022

Prorrogadas as inscrições para credenciamento de grupos juninos para Circuito Sesc Junino 2022

Os grupos de quadrilhas juninas interessados em participar do tradicional Circuito Sesc Junino este ano terão uma nova chance para participar do Credenciamento. As inscrições foram prorrogadas até domingo, 15/05. Uma das maiores expressões culturais do Nordeste, as quadrilhas juninas fazem parte do calendário regional, movimentando comércio, artistas e os corações dos apaixonados pelos festejos.  […]

TV Fecomércio

A Fecomércio TV é uma área corporativa na internet. Nela será transmitida a programação da Fecomércio, Sesc, Senac e IPDC. Também será um espaço de divulgação da agenda administrativa e de eventos da instituição.

Facebook

Instagram