Artesanato de comunidades cearenses gera negócios no Sesc Povos do Mar - Sesc

Notícias Sesc CE

Artesanato de comunidades cearenses gera negócios no Sesc Povos do Mar

ter 17 de setembro de 2019 15:52

O Encontro Sesc Povos do Mar acontece de 22 a 26 de setembro no Sesc Iparana Hotel Ecológico e é aberto ao público

Todos os anos, uma feira de economia criativa colore o Encontro Sesc Povos do Mar e chama atenção dos visitantes com peças artesanais feitas com os mais diversos materiais típicos das localidades onde são produzidos.

O barro transformado em louça pelas mulheres da Ibiapaba, a palha de carnaúba trançada em Aracati, os desenhos com a fina areia de Majorlândia, sementes, búzios, conchas e todos os tipos de trançados que se pode encontrar no litoral cearense, como o bilro, labirinto, bordados podem ser vistos na Feira Onde há rede, há renda. Peças que, em sua maioria, são vendidas apenas nas comunidades nativas podem ser reunidos em um único lugar e adquiridos direto com os produtores, sem intermediários na compra.

Com expositores de mais de cinquenta municípios, a Feira fica aberta à visitação durante o encontro, que tem público de cinco mil pessoas por dia. Ao mostrar suas peças, conversar com as pessoas, os artesãos descobrem oportunidades de divulgação e também de comércio, resultando em novas encomendas para clientes conterrâneos e de além-mar.


Venda de louças

A cerca de 700 metros de altitude, distante mais de 300 quilômetros da Capital, oito mulheres trabalham juntas produzindo utensílios de barro, em um sítio localizado em Viçosa do Ceará. Uma vez por ano, suas peças são expostas no projeto do Sesc e, na última edição, quem conheceu estande delas foi um empresário, dono de um restaurante de comida regional em Fortaleza. O encontro resultou em uma venda de mais de quinhentas peças de barro, entre bandejas, travessas e cumbucas para o estabelecimento. “Vendemos muito na feira do Sesc e as peças que vendemos mais, vamos levar novamente este ano”, diz a artesã Vanusa Emídio Nascimento, integrante da Associação dos Artesãos do Sítio Tope, que também vende suas peças na Central de Artesanato do Ceará (CeArt)


Aracati/ Milão/ França

Maria Helena Angelina é artesã e reside na comunidade Cabreiro, no município de Aracati. Suas manufaturas em palha de carnaúba são trazidas todos os anos para a feira do Povos do Mar e, em 2018, chegaram à Itália na exposição Artigiano in Fiera, junto com peças de artesanato de 112 países. O Sesc participou do evento internacional para apresentar a Rede Povos do Mar em um estande no qual as bolsas de palha de Helena foram mostradas como símbolo do artesanato do Ceará.

“Minha participação no Encontro Sesc Povos do Mar abriu várias portas para a divulgação do meu trabalho e da minha comunidade. Meu trabalho passou a ser mais conhecido e consegui aumentar minha rede de contatos, o que foi uma possibilidade de ampliar renda”, diz Helena. Suas peças são identificadas com o contato de artesã e, após a exposição em Milão, duas brasileiras radicadas na França a procuraram para que exportasse bolsas, viseiras e carteiras de palha.
Neste ano, a variedade de produtos aumenta com itens de decoração como sousplat, boleiras, jarros para plantas, entre outros.

Garrafinhas de areia colorida
A técnica de ciclogravura é a fonte de renda para Nilberto de Freitas, nativo da Praia de Majorlândia, em Aracati. Os famosos desenhos de areia colorida compõem paisagens minuciosas dentro de garrafas e agradam turistas, tornando-se souvenirs do Ceará. A avó do artesão, Joana Carneiro, é uma das pioneiras nesta técnica, “uma arte de família”, define ele.

Os meses de alta estação, de dezembro a fevereiro, são os de melhores vendas, quando a produção é feita sob encomenda e levada para as praias próximas, em Canoa Quebrada e Majorlândia. O Encontro Sesc Povo do Mar, mais do que ponto de venda, é uma oportunidade de fazer contatos. No Sesc Iparana Hotel Ecológico a programação é aberta ao público, aos hóspedes e aproxima os artesãos de todo o Estado.

“Levamos o artesanato para mostrar nossas atividades e ter vivência com outros grupos, a venda não é o foco principal, mas os turistas que ficam hospedados no Hotel passam, olham e gostam porque são produtos de comunidades nativas”, diz ele.
A presença nesta rede de incentivo ao comércio justo deu a Nilberto a oportunidade para mostrar suas peças na Feira Nacional de Artesanato e Cultura no Ceará, realizado no Centro de Eventos em abril.

Sobre o IX Encontro Sesc Povos do Mar

De ponta a ponta do litoral cearense, a Rede Sesc Povos do Mar encontra tradições, culinárias, danças, cantos, artesanato, convidando as comunidades praianas de 24 municípios a participar do importante projeto de socialização de práticas e saberes. A 9ª edição Encontro Sesc Povos do Mar acontece em setembro, de 22 a 26, e o 5° Encontro Herança Nativa, de 26 a 29, recebendo diariamente, na reserva ecológica do Sesc, cerca de cinco mil pessoas, entre participantes e o público visitante.

V Encontro Herança Nativa

Após o encerramento do Povos do Mar, no dia 26/9, é iniciado o V Encontro Herança Nativa, projeto do Sesc destinado aos povos originários vindos de 35 cidades do Ceará: indígenas, quilombolas, ciganos, sertanejos, povos de terreiro, dentre outros.Todos os anos, jovens e anciãos realizam Oficinas Saberes e Artesanias, guiam vivências, dialogam nos Círculos de Cultura e mostram tradições em apresentações socioculturais abertas ao público no Sesc Iparana Hotel Ecológico.

Serviço
IX Encontro Sesc Povos do Mar – Feira Onde há rede, há renda
Data: 22 a 26 de setembro
Horário: 7h30 às 22h
Local: Sesc Iparana Hotel Ecológico (Av. José de Alencar, 150 – Caucaia)
Gratuito
Conheça o projeto: www.sesc-ce.com.br/povos-do-mar-heranca-nativa

Acesso Rápido

Leia Também

TV Fecomércio

A Fecomércio TV é uma área corporativa na internet. Nela será transmitida a programação da Fecomércio, Sesc, Senac e IPDC. Também será um espaço de divulgação da agenda administrativa e de eventos da instituição.

Facebook

Instagram